Estamos preparados para garantir segurança para você e sua equipe em nossos ambientes. Acesse o material completo com nossas medidas para prevenção do Coronavírus. Acesse agora Acesse

Trabalho 24maio2018

Gestão de pessoas: as dores e as delícias

A gestão de pessoas é ponto essencial. Afinal, ninguém alcança os melhores resultados sozinho. Mesmo atletas de categorias individuais contam com uma equipe de profissionais que, além de auxiliar na preparação, são fonte de apoio para que extraiam de si mesmos os melhores resultados.   (+) Veja mais: Como criar e manter uma boa rede […]

A gestão de pessoas é ponto essencial. Afinal, ninguém alcança os melhores resultados sozinho. Mesmo atletas de categorias individuais contam com uma equipe de profissionais que, além de auxiliar na preparação, são fonte de apoio para que extraiam de si mesmos os melhores resultados.
 


(+) Veja mais: Como criar e manter uma boa rede de contatos?


 
Um time é um ecossistema. Só quando a gente entende, na prática, que um grupo funciona muito melhor quando está em sintonia, é que o verdadeiro sentido de time aflora. Como uma orquestra, em que todos os músicos precisam estar em harmonia entre si e com seus instrumentos para que o ritmo continue fluindo com perfeição.
Ao longo da minha trajetória profissional, muitos exemplos de gestores passaram por mim: aqueles com perfil de líder, outros que foram verdadeiros mentores, e também os que representaram o melhor clichê da palavra “chefe”. E, quando alguma situação me agradava ou desagradava por algum motivo, me vi várias refletindo “que tipo de gestora eu serei? Que tipo de gestora vou me esforçar para ser?”
Antes de entrar no Nex, tive a oportunidade de liderar uma equipe, ainda que no cargo não tivesse o título de gestão. Mas foi aqui que, pela primeira vez, me tornei responsável por um time. E foi vivendo essa experiência que aprendi (e continuo aprendendo diariamente) algumas das lições que compartilho aqui. Antes de mais nada, vale frisar que não existe certo ou errado, essa foi a maneira que eu encontrei e escolhi aplicar.
Lição 1: O gestor é um facilitador
O gestor precisa assumir um papel de orientador, que ajuda a encontrar caminhos e potencializa as habilidades de cada um. Não quer dizer saber todas as respostas ou entregá-las prontas, mas dar condições para que as pessoas do seu time consigam encontrá-las da melhor forma. No desenvolvimento individual, o gestor deve conseguir apontar os desafios e realçar as fortalezas, servindo de suporte. Aliás, “servir” é um bom verbo para descrever a função de um gestor – ele precisa estar a serviço do seu time.
Lição 2: As pessoas não são recursos
Cada um traz consigo, além das habilidades técnicas, uma série de questões emocionais, seja de vivências anteriores, seja de sua própria experiência pessoal. Entender que cada profissional, antes de qualquer tarefa que exerça, é alguém com expectativas e limitações torna a conexão mais humana. Esta é uma das premissas básicas da gestão de pessoas. Trabalhar a empatia, se preocupar de verdade, ter olhar atento e cuidar das pessoas são características que transformam um gestor em um líder para se inspirar.
 


(+) Veja mais: Frases de empreendedores de sucesso para te inspirar


 
Lição 3: Estar disponível faz parte da gestão de pessoas
Um time demanda o tempo inteiro. Estar disponível faz parte do ofício do gestor. Mais do que se fazer presente, é efetivamente abrir um canal de comunicação com o time e desenvolver a capacidade de ouvir e de orientar, quando preciso.
Uma das maiores dificuldades de um gestor é saber dosar essa procura intensa, para que a sua própria pauta não caia no limbo. É importante estabelecer rotinas, fazer acordos e encontrar as melhores ferramentas para que o time produza com fluidez e o gestor também.

Lição 4: Diversidade não é um conceito, é uma necessidade
Ter um time diverso vai além de contratar pessoas com background diferentes. É efetivamente buscar a inclusão e a representatividade dentro da empresa. Quanto mais plural for o grupo, maiores as chances de aprendizados, de trocas, de crescimento. O desafio está em não deixar as diferenças serem um problema, e sim um fomentador da conexão do time.
Um time diverso é mais criativo, é mais inovador e mil vezes mais interessante. Abra espaço para o diferente e veja sua mente se abrir e os resultados se multiplicarem.
Lição 5: Time é quando todos trabalham em sintonia
Se uma pessoa do time não está feliz, todo o restante será impactado. Ainda mais se estivermos falando de equipes pequenas, onde a contribuição de cada um é extremamente relevante para o desempenho do grupo. Conseguir identificar quando há um problema, direcionar rápido e da melhor forma faz bem para todos – para a pessoa envolvida, para os demais integrantes e para a área de gestão de pessoas também.
 


(+) Veja mais: Existem 34 tipos de talento: quais são os seus?


 
Aliás, importante reforçar que o gestor também faz parte do time. Ou seja, a sua energia, a postura e o seu potencial de entrega também cooperam para o resultado. O gestor precisa se incluir em todos os momentos e, claro, lembrar que é espelho, isto é, suas atitudes serão exemplo. Não significa saber fazer mais ou melhor que os demais, mas estar em sintonia e garantir a conexão entre todos.
 
Ana Carolina Tomasini é Community Manager do Nex Rio. Publicitária, atuou durante mais de 8 anos na área de marketing, passando por empresas como RBS, Dell Computadores e Zurich Seguros. É uma nômade convicta: gaúcha, já passou uma temporada em São Paulo e atualmente é uma moradora apaixonada pela cidade maravilhosa.

* * *

Você já conheceu nossas unidades em Curitiba e no Rio? Agende sua visita pelo relacionamento@nex.work
 


Nós realmente mudamos a nossa relação com o trabalho.
Quer saber mais sobre os planos e serviços do Nex? Clique Aqui!


Nex Conteúdo

15 min.
24maio2018
Trabalho

Veja também: