Estamos preparados para garantir segurança para você e sua equipe em nossos ambientes. Acesse o material completo com nossas medidas para prevenção do Coronavírus. Acesse agora Acesse

Trabalho 22jul2020

Gestão do tempo: fazer mais com menos

Esse ano nossas rotinas mudaram drasticamente. Para uma grande parcela de empreendedores, gestores e funcionários, ficou mais difícil manter uma gestão do tempo que obedeça aqueles padrões de horários comerciais ao longo da semana e alguns podem até ter trocado o dia pela noite durante a quarentena. Com o relógio de atividades inconstante, não podemos […]

Esse ano nossas rotinas mudaram drasticamente. Para uma grande parcela de empreendedores, gestores e funcionários, ficou mais difícil manter uma gestão do tempo que obedeça aqueles padrões de horários comerciais ao longo da semana e alguns podem até ter trocado o dia pela noite durante a quarentena.

Com o relógio de atividades inconstante, não podemos deixar de falar sobre a produtividade que, para muitos, foi impossível de ser mantida no home office e fez com que o volume de tarefas desse um salto e a jornada de trabalho talvez tenha que ser levada para o fim de semana com uma certa frequência. O que muitos podem não perceber, é que trabalhar demais não é sinônimo de produtividade.

O resultado dessa dificuldade de gestão do tempo vai desde estresse e ansiedade até ao famoso estado de burnout. Mas, sabemos que existem maneiras de contornar essas instabilidades e começar a controlar melhor o nosso tempo e manter o foco através de metodologias que já comprovaram sua efetividade quando corretamente aplicadas. 

Dentre as técnicas mais conhecidas estão a técnica Pomodoro, a tríade do tempo, o método Kanban e a Metodologia GTD (Getting Things Done), mas hoje vamos focar em uma muito simples e fácil de implementar em qualquer lugar do home office ou do escritório – a Matriz de Eisenhower.


(+) Veja também: 25 minutos de foco e 5 minutos de intervalo: como usar a técnica Pomodoro?


Matriz de Eisenhower

Para quem é muito visual e precisa olhar e identificar rapidamente o que fazer em ordem de prioridade, essa metodologia é uma dica de ouro! Criada por Dwight Eisenhower, a Matriz de Eisenhower é uma ferramenta utilizada para priorizar tarefas e orientar os processos de tomada de decisão nas organizações (ou na vida).

Antes de começar, liste suas tarefas e responda 2 perguntas:

1- Quais são as tarefas importantes?

2 – Quais são as tarefas urgentes?

A partir daí você monta uma tabela com 4 quadrados, 2 em cima e 2 embaixo.

– As tarefas que são importantes e urgentes ficam no quadrante superior esquerdo e são as que você precisa dar a maior prioridade, e finalizar o mais rápido possível.

– As tarefas que são importantes, mas não são urgentes, ficam no quadrante superior direito. Estas você pode programar para fazer depois, mas sem perder de vista.

–  Tarefas que não são importantes, mas são urgentes, você deve inserir no quadrante inferior esquerdo. Essas você pode delegar a alguém e verificar depois como foi resolvida, se for o caso.

– Já as tarefas que não são nem importantes nem urgentes, escreva no quadrante inferior direito e tire ela do seu radar. Descarte!

Ao final você terá um quadro como esse no exemplo e pode sempre atualizar conforme forem surgindo novas atividades! 

Use sempre essa técnica quando precisar organizar suas atividades com mais apelo visual. Lembrando que técnicas podem ajudar a manter seu foco, mas é só uma das maneiras para a gestão do tempo ser efetiva e evitar acúmulo de tarefas e perda de prazos!

Lygia Anthero

15 min.
22jul2020
Trabalho

Veja também: