O que eu aprendi trabalhando na recepção do Nex

Em Cotidiano, Trabalho por Nex Coworking1 Comment

Quando eu estava prestes a começar a trabalhar no Nex, tinha uma visão muito idealizada sobre tudo o que acontecia aqui dentro, tanto pelas minhas percepções quanto pelas coisas que me falavam. Via a alegria das pessoas por estarem aqui dentro, as relações criadas dentro do coworking, o espaço leve e aconchegante…  Tudo parecia legal demais. Aí eu me obrigava a pensar: “não deve ser realmente assim, estão exagerando”.

Essa desconfiança se dava muito por causa minhas experiências profissionais anteriores. A rotina que eu sempre tive e os colegas com quem convivi ao longo da vida me deixaram acostumado com um modo de trabalhar meio cinza, que sempre esteve longe de despertar qualquer tipo de paixão ou propósito dentro de mim.

Por isso, quando cheguei para o meu primeiro dia de trabalho na recepção do Nex Curitiba, estava com a expectativa de encarar só mais um emprego, como havia sido com todos os outros.

Só que, quase de maneira imperceptível, a energia do Nex foi me contagiando. Principalmente pelo contato que passei a ter com os coworkers, mesmo que só alguns minutinhos por dia. Conhecer a jornada de cada um, com suas dores e conquistas, foi me sensibilizando e, pela primeira vez, me mostrou que eu estava convivendo com pessoas iguaizinhas a mim.

Comecei a entender que agora estava fazendo parte de algo maior. Era uma oportunidade de crescer não só como profissional, mas como pessoa também. Mesmo trabalhando no horário padrão e seguindo a maioria das regrinhas que toda profissão precisa seguir no dia a dia, comecei a desenvolver uma nova concepção de mundo – era a primeira vez que eu me sentia feliz dentro de um ambiente profissional, algo que, apesar de parecer clichê,  significa muito  pra mim.

E tem também o networking, que aqui dentro acontece de uma forma muito natural. Quando percebi, já estava olhando para muitos coworkers como amigos. Passamos a almoçar e sair juntos com frequência, estendendo nossa convivência diária para fora das paredes do Nex. Criamos uma ligação que me fez acreditar no potencial deles, torcendo pelo sucesso de cada um. E vou dizer que é muito legal ver que eles também torcem e acreditam em mim.

Mas o melhor mesmo foi perceber que o meu caso não era uma exceção. Desde o primeiro dia aqui, pude ver que meus colegas de time também possuíam uma relação de amizade e confiança, tanto entre eles como com os coworkers.

Trabalhar na recepção acabou me conectando com histórias, desafios e pessoas que eu nem imaginava que iria conhecer. Vim pra cá achando que meus dias iam se resumir a atender telefonemas, anotar recados e liberar a catraca para as pessoas. Hoje eu entendo o que o manifesto do Nex quer dizer com “nós realmente mudamos a nossa relação com o trabalho”. Minhas obrigações e meus deveres como recepcionista são só um pano de fundo para o aprendizado, o amadurecimento e a alegria que eu vivo todos os dias.

Hoje eu vejo que trabalhar no Nex realmente não é aquilo que eu imaginava lá no começo. É muito mais, e eu não poderia estar mais feliz por ter errado.

* * *

Você já conheceu nossas unidades em Curitiba e no Rio? Agende sua visita pelo relacionamento@nex.work

Sobre o Autor
Nex Coworking

Nex Coworking

Nós acreditamos que o dia de trabalho das pessoas pode ser mais feliz. Por isso criamos o Nex e aliamos soluções práticas e flexíveis de gestão de escritórios a uma estratégia de estímulo às conexões em uma poderosa comunidade empreendedora. Como um coworking, o que nos motiva todos os dias é criar um ambiente inspirador, onde as pessoas possam desenvolver suas oportunidades de negócio ao mesmo tempo que encontram seu propósito. Somos parte de uma grande mudança e queremos mais. Mudar a relação das pessoas com o trabalho é só o começo de tudo o que queremos para o mundo.

Comments

Deixe seu comentário