Empreendedor do futuro

Quais habilidades todo empreendedor precisará nos próximos anos?

Em Trabalho por Nex CoworkingFaça um Comentário

O mundo está mudando em uma velocidade imensa. A cada década, as mudanças se tornam ainda maiores — e mais rápidas. Muitos se questionam se as profissões que escolheram ainda serão necessidades nas sociedades futuras. Ou seja, saber quais habilidades um empreendedor precisará ter nesse novo cenário — ainda desconhecido — pode definir quem vai ter sucesso ou não. 

Um estudo da ManpowerGroup, uma empresa de consultoria da área de RH, estima que 65% dos empregos que as pessoas nascidas entre 1998 e 2010 — faixa conhecida como Geração Z — ainda nem sequer existem.

Hoje, mais do que empresas no currículo, avalia-se competências de cunho pessoal, como a criatividade, inteligência emocional e adaptabilidade. É preciso adaptar-se às novas mentalidades, sem apego aos antigos e tradicionais modelos que vimos até aqui. A tendência é apenas aumentar a velocidade.

Quais as habilidades do empreendedor do futuro?

Se você jogar as palavras-chave “profissional do futuro” no Google, vai ver centenas de artigos e matérias de revistas especializadas em carreira ou até sites de vagas de emprego sobre o tema. Todas as atenções estão voltadas para essa resposta, que vale ouro.

A primeira pergunta tem relação com a descoberta de quais profissões ou atividades podem ser substituídas por robôs. 

Claro que haverá uma grande demanda nas áreas de desenvolvimento de tecnologias, mas todas as competências listadas pela ONU são comportamentais, não técnicas. “Para resumir, o profissional do futuro vai precisar saber ‘como pensar’ e não mais ‘o que pensar'”, sintetiza Michelle Schneider, em seu TED Talk O Profissional do Futuro.

Portanto, conversamos com dois coworkers do Nex para entender suas opiniões sobre as habilidades que todo empreendedor precisa desenvolver para se adaptar às demandas do mercado no futuro:

Por Rafize

Rafize Santos é fundadora da Badass Mentoria, uma empresa que oferece programas de desenvolvimento de carreira feminino para que as mulheres possam atingir seus sonhos e metas profissionais. É mestre em Filosofia pela UFPR e produtora de conteúdo. 

1) Repertório

É sério, é real oficial, é verdade: manjar muito da área técnica já não garante mais 100% do seu emprego. É fundamental que você compreenda de modo mais profundo o que está acontecendo no mundo e como as transformações na sociedade afetam a sua realidade profissional. Essa habilidade é fundamental para que você consiga acompanhar o “espírito do tempo” e o surgimento das principais tendências de mercado.”

2) Ler livro grosso

“Acredito que cada vez mais o discurso “vai lá, você consegue, campeão”, e de “desenhar a big picture”e o que quer mais que você queira inserir de legenda para uma foto de um cara engravatado utilizando o microfone da Sandy já era. As pessoas estão ficando cada vez mais criteriosas, mais informadas e estão se dedicando a compreender assuntos de seu interesse com cada vez mais profundidade. Ler um livrinho fino e dizer “que já sabe fazer”, ou fazer apenas um curso de uma área e dizer que “já sabe” não dá mais. Bons empreendedores são aqueles que possuem o domínio profundo dos assuntos que pautam a sua agenda profissional, sob diferentes aspectos e prismas.”

Por Dani 

Daniele Santos é fundadora do Oh Lala Dani!, uma escola de francês. Ela também criou um blog homônimo, em que compartilha suas aventuras, viagens, experiências e visões sobre o mundo, que, segundo suas próprias palavras, “nos transforma em alunos da vida”.

1) Escute seu corpo

“Não adianta querer ser o novo unicórnio do mercado se sua máquina não funciona direito. Para isso, indico meditação ou atividades que envolvam muita consciência corporal. No meu caso, o balé que fiz desde pequena me ajudou demais e em seguida o Yoga. Ter momentos para esvaziar a mente e respirar fundo antes de tomar decisões importantes é fundamental para que um C-level mantenha a boa saúde de uma empresa.

2) Escute seus consumidores
“Eles ditam as regras do mercado. Vimos este ano uma grande marca de roupas declarar falência porque não deu ouvidos aos seus consumidores nas redes sociais. Use todas as plataformas possíveis para tirar insights e ouvir opiniões que te levarão a desenvolver novos produtos. É uma prática de escuta ativa que devemos carregar para todos os campos da vida, mas quando você lidera equipes e é a principal imagem da empresa, elas se tornam pilares do negócio”

Veja, também, esse TED Talk inspirador que trata do tema:

Michelle reflete sobre os benefícios e problemas que as novas tecnologias, em especial inteligência artificial, podem trazer para as sociedades. É inegável que estamos caminhando para esse futuro — o que resta agora é pensar em soluções para lidar com as mudanças.

* * *

E você, aposta em quais habilidades?

Sobre o Autor
Nex Coworking

Nex Coworking

Nós acreditamos que o dia de trabalho das pessoas pode ser mais feliz. Por isso criamos o Nex e aliamos soluções práticas e flexíveis de gestão de escritórios a uma estratégia de estímulo às conexões em uma poderosa comunidade empreendedora. Como um coworking, o que nos motiva todos os dias é criar um ambiente inspirador, onde as pessoas possam desenvolver suas oportunidades de negócio ao mesmo tempo que encontram seu propósito. Somos parte de uma grande mudança e queremos mais. Mudar a relação das pessoas com o trabalho é só o começo de tudo o que queremos para o mundo.

Deixe seu comentário