FT.NEX apresenta: Alpendre Arquitetura e o melhor da arquitetura para gastronomia

Em Trabalho por Nex Coworking1 Comment

Hoje celebramos a estreia do FT.NEX, nosso novo evento de conexões. Desta vez, exaltamos o que temos de melhor por aqui: nosso coworkers. São eles que dominam o show – da escolha do tema aos convidados. Cada um vai mostrar os temas que mais domina.

Para começar, nada melhor do que valorizar uma parceria que já se estende há cinco anos. A primeira empresa do FT.NEX é a Alpendre Arquitetura. Com foco em projetos de arquitetura para gastronomia, participam, em especial, da concepção de padarias, cafés, empórios e restaurantes, além de outros segmentos da arquitetura comercial.

FT. NEX apresenta: papo com Bárbara Alpendre, arquiteta e urbanista

Como começou o escritório?
Sempre gostei muito da parte técnica e estratégica da arquitetura, de como pode ser um meio para transformar e resolver problemas. Trabalhei com escritório próprio desde que me formei, cursei o mestrado em engenharia de construção civil da UFPR para ampliar meus conhecimentos e me testar em meio acadêmico, tentei algumas sociedades no caminho, mas quando desenvolvi meu primeiro projeto comercial (uma padaria) tive certeza que era isso que eu queria fazer. Em 2014 fundei o Alpendre, pela primeira vez sozinha coordenando o escritório e tive que descobrir meu lado empreendedor no meio do caminho. Em 2016 comecei a trabalhar no Nex e foi essencial para o crescimento e desenvolvimento da empresa.
O que quer proporcionar aos clientes?
Nosso principal objetivo é encontrar as dificuldades dos nossos clientes e auxiliá-los com melhorias para as suas empresas através de projetos estratégicos, baseados em um levantamento de dados bem preciso e um diagnóstico da empresa. Buscamos a arquitetura como elemento chave para o conforto, convivência, integração, mas principalmente como uma estratégia essencial para o sucesso de empreendimentos comerciais. Queremos ir além da estética e da funcionalidade, mostrar que arquitetura é muito mais que criação e sim uma atividade técnica essencial para o sucesso e bom funcionamento das empresas. Focamos no resultado da empresa, e em atender as demandas específicas do cliente e do seu negócio.

Como vê a área de arquitetura atualmente?
Tem muito mercado, mas ainda há uma visão errada da população em geral de que o arquiteto tornará a obra mais bonita e, por isso, mais cara. É uma falha enorme que algumas pessoas e gestores pensem dessa forma, visto que um projeto bem executado tende a reduzir em até 30% dos custos da obra, além de possibilitar ganho e rendimentos positivos no caso da arquitetura comercial. Felizmente é um cenário que está mudando, com o aumento da tecnologia e compartilhamento de informações nas redes sociais nosso trabalho tem sido mais valorizado e compreendido. Também vejo que os profissionais tem buscado especialização em alguns nichos e acredito que isso tende a favorecer a imagem da profissão, mostrando a importância de contratar um profissional bem capacitado para atender a cada demanda específica.
Quais as principais tendências atuais?
Vou comentar um pouco sobre tendências na arquitetura comercial e no varejo, que é a área que mais atuamos. Com a crescente preocupação com redução de custos, em paralelo com a sustentabilidade, há uma tendência forte de redução de tamanho dos pontos de venda, associada a espaços flexíveis que possam se adaptar às necessidades do cliente e da empresa durante o seu uso. Também temos visto uma crescente valorização do propósito da empresa e da experiência do cliente com a marca, criando conexões e um vínculo emocional do cliente com a empresa que busca para comprar ou usufruir dos seus serviços.
O que é mais importante no trabalho do arquiteto?
O mais importante no nosso trabalho é conseguir conciliar as demandas do cliente com as demandas do mercado, legislação vigente, tendências estéticas e visuais e ainda pensar de forma estratégica. É preciso conhecer a fundo as necessidades reais de cada cliente para garantir que o trabalho executado atenda às expectativas e resultados esperados.

“Falei muito na arquitetura enquanto atividade técnica, mas vou dar um passo atrás e lembrar que a arquitetura também é uma ciência humana, feita por pessoas para pessoas”

Como as inovações recentes, tal qual inteligência artificial, internet das coisas e até mesmo os robôs, impactam no trabalho do arquiteto?
Essas tendências que comentei acima são fruto justamente da revolução tecnológica que estamos passando. O arquiteto precisa compreender que as pessoas não são mais as mesmas, os espaços não são mais usados da mesma forma e é preciso estar conectado e atento às novas demandas do mercado. Tudo isso tem feito os pontos de venda serem pensados de uma nova maneira, buscando uma experiência de compra diferenciada, redução do atrito e empoderamento do cliente. Com tudo ao alcance das mãos na tela de um celular, precisamos nos adequar às novas formas de pensar, de viver e, porque não, de comprar, para auxiliar nossos clientes no desenvolvimento de projetos assertivos e eficientes.

O que falta para a arquitetura no momento?
Falei muito na arquitetura enquanto atividade técnica, mas vou dar um passo atrás e lembrar que a arquitetura também é uma ciência humana, feita por pessoas para pessoas. Acho que o que mais falta no nosso mercado é uma preocupação real com as necessidades do nosso cliente e dos usuários dos espaços e edifícios, buscar atender ao que eles precisam, inserindo nossa técnica e conhecimento para trazer soluções eficientes e não para satisfazer somente o que o profissional considera ser o melhor.

Sobre o Autor
Nex Coworking

Nex Coworking

Nós acreditamos que o dia de trabalho das pessoas pode ser mais feliz. Por isso criamos o Nex e aliamos soluções práticas e flexíveis de gestão de escritórios a uma estratégia de estímulo às conexões em uma poderosa comunidade empreendedora. Como um coworking, o que nos motiva todos os dias é criar um ambiente inspirador, onde as pessoas possam desenvolver suas oportunidades de negócio ao mesmo tempo que encontram seu propósito. Somos parte de uma grande mudança e queremos mais. Mudar a relação das pessoas com o trabalho é só o começo de tudo o que queremos para o mundo.

Comments

  1. Essa fluidez de ideias em paralelo ao que muito temos visto em debates, tendo o ciente cada vez mais como foco, demonstra uma real afinidade com os conceitos atuais de relação entre organizações, marcas e clientes sendo vistos como “pessoas para pessoas”.

    Devemos uns sermos exemplos aos outros no que diz respeito à ideia de diferencial competitivo orgânico e atentos às verdadeiras necessidades dos clientes e seus conceitos de como produtos, serviços e espaços estarão satisfazendo suas expectativas e até mesmo superando-as para maior prolongamento dessa relação.

    Parabéns pela belíssima estreia do Ft.Nex.

    Saúde e sucesso.

    Igor Raphael Gomes.
    Linkedin.com/in/igorouraphael

Deixe seu comentário