Não sou criativo. E agora?

Em Cotidiano por Nex CoworkingFaça um Comentário

Antes de qualquer coisa, você é criativo sim. Talvez só não saiba disso ainda.

Diferente do que muita gente pensa, criatividade não é um dom com o qual alguns nascem e outros não. É uma postura pessoal, muito ligada à natureza curiosa e questionadora do ser humano. Em outras palavras, não existem pessoas criativas e pessoas não-criativas. Existem os que exercitam sua criatividade e os que não exercitam.

A criatividade não surge por meio de um big bang inventivo, onde as ideias aparecem no papel de uma hora para outra. Ela nasce a partir de referências. A inspiração para o anúncio de revista que você viu outro dia deve ter saído de alguma série que o publicitário assistiu, por exemplo. Ou então seu livro de cabeceira preferido pode ter sido baseado numa música que o autor ouvia quando era criança. “Nada se cria, tudo se transforma”, já dizia Lavoisier.

Por isso é seguro dizer que as pessoas mais criativas são aquelas que possuem mais referências para usar. Através delas é possível se aprofundar em algum assunto e encontrar respostas e soluções escondidas. E de onde surgem essas referências? Bem, essa é uma pergunta que depende de cada pessoa e pode ter várias respostas.

Para um dos diretores cinematográficos mais consagrados da atualidade, Quentin Tarantino, as referências que dão vida aos seus filmes vêm de inúmeros (e às vezes obscuros) clássicos do cinema mundial. Já J.R.R Tolkien, autor de O Senhor dos Anéis e um dos nomes mais importantes nomes da literatura inglesa, encontrou inspiração para sua obra estudando contos e lendas da mitologia nórdica.

São inúmeras as fontes de onde uma pessoa pode beber para encontrar boas referências.

A única certeza que existe nesse sentido é de que uma pessoa criativa é, necessariamente, uma pessoa curiosa, exploradora e de cabeça aberta. Ninguém consegue exercitar sua criatividade se fechando para novas experiências e aprendizados.

É claro que não existe nenhuma fórmula mágica. Ninguém vira um gênio criativo passando o dia devorando livros ou fazendo uma maratona de séries. Ser criativo deve ser algo inerente ao ser humano. Nós só chegamos onde chegamos como humanidade porque nossos antepassados decidiram questionar as coisas. E se eu colocar essa semente dentro da terra? Agricultura. E se nosso grupo passar a tomar decisões de acordo com a vontade da maioria? Democracia. E se navegarmos para o outro lado? Descoberta das Américas e globalização.

O primeiro passo para ser criativo é aceitar que você é sim capaz de fazer coisas diferentes. Leia novos livros. Escreva seus pensamentos. Assista filmes que você não assistiria. Visite lugares que você nunca pensou em conhecer. Crie listas com coisas que você tem vontade de fazer. Faça um caminho novo para ir ao trabalho. Saia da rotina e coloque seu cérebro para trabalhar com coisas diferentes, mesmo que sejam só uns minutinhos por dia.

Fazendo isso você vai começar a perceber como a inspiração surge dos lugares que você menos espera. E o mais importante: não tenha medo. Medo de fazer coisas novas, de propor ideias ou de expor seus pensamentos. Se você acha que precisa de muito para fazer algo grande ou chamativo, lembre-se que a civilização foi criada quando um homem decidiu sair da caverna.

Quando você vai sair da sua?

Sobre o Autor
Nex Coworking

Nex Coworking

Nós acreditamos que o dia de trabalho das pessoas pode ser mais feliz. Por isso criamos o Nex e aliamos soluções práticas e flexíveis de gestão de escritórios a uma estratégia de estímulo às conexões em uma poderosa comunidade empreendedora. Como um coworking, o que nos motiva todos os dias é criar um ambiente inspirador, onde as pessoas possam desenvolver suas oportunidades de negócio ao mesmo tempo que encontram seu propósito. Somos parte de uma grande mudança e queremos mais. Mudar a relação das pessoas com o trabalho é só o começo de tudo o que queremos para o mundo.

Deixe seu comentário